"QUANDO O MUNDO SE TORNAR CONFUSO, ME CONCENTRAREI EM FOTOGRAFIAS, QUANDO AS IMAGENS SE TORNAREM INADEQUADAS, ME CONTENTAREI COM O SILÊNCIO." [Ansel Adams / 1902-1984]

Direitos Autorais:

Fotos-textos do autor aqui postados regulamentados pela Lei 9.610/98 (dos Direitos Autorais) e sujeitos à punibilidade pelo violar da mesma, conforme o art. 184 do Código Penal brasileiro.

P.S.: Fotos de outrem aqui inseridas e porventura sem créditos referidos, capturadas da Internet ou outro veículo de mídia, "sem este referir específico".

PARA BEM VISUALIZAR AS FOTOS, EM TAMANHO MAIOR, CLIQUE EM CIMA DA FOTO.

15 maio 2010

WHAT A WONDERFUL WORLD (grande som do "Satchmo")




I see trees of green, red roses too
Eu vejo o verde das árvores, rosas vermelhas também
I see them bloom for me and you
Eu as vejo florescer para mim e para você
And I think to myself what a wonderful world
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
I see skies of blue and clouds of white
Eu vejo o azul dos céus e o branco das nuvens
The bright blessed day, the dark sacred night
O brilho do dia abençoado, a sagrada noite escura
And I think to myself what a wonderful world
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
The colors of the rainbow so pretty in the sky
As cores do arco-íris, tão bonitas no céu
Are also on the faces of people going by
E estão também nos rostos das pessoas que passam
I see friends shaking hands saying how do you do
Vejo amigos apertando as mãos, dizendo: "Como vai você?"
They're really saying I love You
Eles estão realmente dizendo: "Eu te amo !"
I hear babies cry, I watch then grow
Eu ouço bebês chorando, eu os vejo crescer
They'll learn much more than I'll never know
Eles aprenderão muito mais que eu jamais saberei
And I think to myself what a wonderful world
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso
Yes I think to myself what a wonderful world
Sim, eu penso comigo... que mundo maravilhoso.


WHAT A WONDERFUL WORLD é uma canção escrita por Bob Thiele (com pseudônimo George Douglas) e George David Weiss; proeminentes no mundo da música (Thiele, como produtor e Weiss, como compositor / intérprete). Foi gravada pela primeira vez na voz de LOUIS DANIEL ARMSTRONG (“Satchmo”) em 1.967 e lançada como compacto em 1.968. A intenção era que a música servisse como um antídoto ao carregado clima racial e político nos Estados Unidos (foi escrita especialmente para Armstrong), a canção detalha o deleite do cantor pelas coisas simples do dia-a-dia. A música mantém, também, um tom esperançoso e otimista com relação ao futuro, incluindo uma referência aos bebês que nascem no mundo e terão muito para ver e crescer.
Esta canção, inicialmente, não obteve êxito nos Estados Unidos, onde vendeu menos de 1.000 cópias, porque o chefe da ABC Records não gostou da canção e não promoveu-a, mas foi um dos maiores sucessos no Reino Unido em 1.968.
Foi relançada nos Estados Unidos, logo após a morte de Armstrong em 1971, e se tornou uma das dez mais nas paradas de sucessos. Mas tornou-se realmente popular quando foi apresentada no filme Good Morning, Vietnam (Bom Dia, Vietnam), vinte anos depois (1.987).
***Armstrong foi fortemente influenciado por Martin Luther King no tipo de músicas que tocava e nas letras, algumas vezes acerca do racismo e da necessidade de acabar com este.



4 comentários:

Suraya disse...

Fantásticas as aulas de hoje Dr.!!!

Ciro disse...

Sem habilitação para aulas, amiga Suraya - apenas um expor copiado/comentado de algumas "cositas" vividas-sentidas.
Bj

Marco e Maíra Manica disse...

essa música é incrivelmente linda

sem palavras para a crítica

Ciro disse...

Sim, esta uma grande música-som!!!
Talvez a que mais me marcou nesta vidita de quase sessentinha anos.
Valeu aí o apreciar-postar, amigos Marco-Maíra!!!

BLOG ARQUIVO (um comentáriozinho, sempre oportuno))

Seguidores

EU, Ciro

Minha foto
São José do Ouro, RS, Brazil